Dividindo (semana 23/07 a 29/08) "A saga de uma semente"

Ir em baixo

Dividindo (semana 23/07 a 29/08) "A saga de uma semente"

Mensagem  Rafa em Seg Ago 24, 2009 5:57 pm

A saga de uma semente


Vagando de um lado a outro ao sabor da sorte, uma sementinha passou a observar as árvores à sua volta. Depois de muito olhar decidiu que deixaria seu estado de semente e procuraria transformar-se em uma grande árvore, com muitos frutos, para nutrir quem deles quisesse comer, e uma enorme copa, sob a qual muitos poderiam repousar a cabeça e descansar.

Tão logo vislumbrou esta possibilidade, buscou alcançar seu objetivo. O vento a levou à beira de um riacho de águas limpas, próximo de um solo muito nutritivo. Ela se deixou lançar à terra e com um pouco de luz começou seu tão sonhado processo de germinação. Após algum tempo nossa amiga semente já avançava acima do solo, podendo ser vista por qualquer animalzinho que por ali passasse. Embora corresse perigo de ser devorada por algum herbívoro de pequeno porte, sobreviveu bem a esta fase.

Passado um tempo ainda maior a semente sonhadora alcançou uma altura razoável, agora já planta grande, quase árvore. Apesar de não possuir um tronco muito grosso ela manifestava anseio por dar frutos. No entanto, seu desejo não foi saciado tão prontamente. Ela olhava em volta e se entristecia por ver que as outras plantas de mesma idade que ela já estavam em sua segunda, terceira e algumas delas até mesmo em uma quarta reprodução, todas com vários frutos. A tristeza da pequena árvore era ainda maior ao ver que folhas em grande quantidade eram vistas de longe e atraíam a atenção de todos que por ali passavam, mas os entristecia por não conseguirem dela os frutos que aparentava possuir. Ela, movida pela pressão que vivia, deixou que o inverno rigoroso levasse junto do vento quase toda a folhagem que a cobria. Seu maior intuito era de desistir, de secar-se até que não servisse para nada mais além de madeira para carvão.

A paciência foi uma virtude que a jovem árvore teve de aprender sem muita escolha. Depois de estações e mais estações com muitos invernos tristes, uma primavera esperançosa brilhou na vida da nossa amiga. Ela finalmente se recompôs de seu terrível lamento e rebeldia. Xilema e floema agora subiam e desciam freneticamente sob suas bases. Ela já conseguiria suportar o peso de seus grandes frutos. Um ou outro deles começou a surgir e ela pode então experimentar do tão sonhado momento de prazer.



A paciência foi uma virtude que a jovem árvore teve de aprender sem muita escolha. Depois de estações e mais estações com muitos invernos tristes, uma primavera esperançosa brilhou na vida da nossa amiga. Ela finalmente se recompôs de seu terrível lamento e rebeldia. Xilema e floema agora subiam e desciam freneticamente sob suas bases. Ela já conseguiria suportar o peso de seus grandes frutos. Um ou outro deles começou a surgir e ela pode então experimentar do tão sonhado momento de prazer.


Quantos de nós já não fomos ou somos como o personagem da história?
Quem se vê como uma semente e não como uma grande árvore que ainda vai crescer?
Quem já sonhou em ser esta grande árvore?
Quem corre atrás desse sonho de crescer e dar frutos?
Onde tem buscado alimento para crescer? Sua semente está plantada junto a corrente de água ou de esgoto?
Se já não é mais uma semente, você tem crescido ou está estagando(a)?
Como mede seu crescimento, em amor ou olhando para os outros a sua volta?
Você sabe esperar a estação certa para os frutos ou tem estado impaciente à procura deles?
Se já é uma árvore madura, você tem só folhas ou também frutos?
Finalmente, você tem alimentado os que estão à sua volta com seus frutos?

Compartilhe com a gente, vamos ganhar juntos aqui.
avatar
Rafa

Mensagens : 131
Data de inscrição : 21/01/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum