Dividindo (semana 04/10 a 11/10) "A volta para o barco"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Dividindo (semana 04/10 a 11/10) "A volta para o barco"

Mensagem  Rafa em Ter Out 06, 2009 1:41 pm

A volta para o barco


Pedro é a pessoa da Bíblia com quem mais me identifico. Quando penso nele, vejo alguém com dificuldades e qualidades parecidas com as minhas. Há uma passagem em que ele aparece de que gosto muito que está relatada, entre outros, no evangelho de Mateus. Ela diz o seguinte:

Alta madrugada, Jesus dirigiu-se a eles, andando sobre o mar. Quando [os discípulos] o viram (…), ficaram aterrorizados e disseram: “É um fantasma!” E gritaram de medo. Mas Jesus imediatamente lhes disse: “Coragem! Sou eu. Não tenham medo!” “Senhor”, disse Pedro, “se és tu, manda-me ir ao teu encontro por sobre as águas”. Venha”, respondeu ele. Então Pedro saiu do barco, andou sobre as águas e foi na direção de Jesus. Mas, quando reparou no vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: “Senhor, salva-me!” Imediatamente Jesus estendeu a mão e o segurou. E disse: “Homem de pequena fé, por que você duvidou?” Quando entraram no barco, o vento cessou. Então os que estavam no barco o adoraram, dizendo: “Verdadeiramente tu és o Filho de Deus”. (Mateus 14:25-33)


Conheço várias interpretações da passagem. A última que ouvi diz que Pedro foi corajoso o suficiente para deixar o barco seguro e se lançar ao mar agitado com intuito viver uma aventura com Jesus. No entanto, ele não teria confiado em si mesmo, não teria alimentado fé de que Deus acreditava nele. Os que entendem assim defendem esta tese sob o argumento de que o apóstolo tanto acreditava em Jesus que o pediu para descer da embarcação e foi a ele que recorreu quando começou a afundar.

Reli a passagem na última semana e fiquei pensando em como isto também acontece comigo. Saio da minha zona de conforto para viver uma experiência com Deus e no meio do caminho me “borro” de medo com uma ou outra adversidade. Tendo também a me afundar, mesmo sabendo que Deus está comigo.

Segundo o que está escrito, me pergunto: será que Pedro voltou tranquilamente para o barco? A ajuda de Jesus em um momento específico foi suficiente para que ele voltasse a ter confiança em si mesmo? Ou teria afundado a cada novo passo? A experiência de ter o auxílio de Jesus com ele fez com que firmasse gradativamente os pés?

Esta não foi a última vez que Pedro duvidou de sua fé. Diante da captura de Jesus, ele o negou (Mc 14:66-72), pestanejou novamente, com possíveis consequências piores que as anteriores. Jesus novamente estende as mãos (Mc 16:7) para não deixar que Pedro afundasse. O que temos ao fim é que ele foi o primeiro líder da Igreja no mundo e, segundo a tradição, teria morrido em uma cruz, de ponta cabeça, pois não se considerava digno de morrer como Jesus, por defender o evangelho. Aquele que antes era fraco e indefeso diante de qualquer vento passou a encarar de frente as grandes tempestades que a vida ao lado de Jesus lhe trouxe.

Hoje sinto que, assim como Pedro, já fui resgatado de volta à superfície em dificuldades específicas na minha vida cristã de aventuras. Tenho porém pensado na hipótese de submergir novamente pelos mesmos medos de que Jesus já me salvou uma vez. Minha oração hoje é para que consiga “retornar ao barco”, confiante de que Jesus está comigo e torcendo para que eu não deixe de acreditar que conseguirei. Quero também crer que a experiência de ser resgatado uma vez pelas mãos de Cristo vai me fazer mais confiante diante de novos ventos.

Obrigado por partilhar dessas ideias comigo, nos acrescente com seu comentário. Forte abraço.
avatar
Rafa

Mensagens : 131
Data de inscrição : 21/01/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum