Dividindo (semana 05/07 a 11/07) "Pobre Filho de Deus"

Ir em baixo

Dividindo (semana 05/07 a 11/07) "Pobre Filho de Deus"

Mensagem  Rafa em Dom Jul 05, 2009 11:18 pm

Pobre Filho de Deus


O evangelho de Lucas narra, no capítulo dois, sobre a apresentação de Jesus no templo. Esta era uma das tradições dos judeus e tem sua forma detalhada descrita no capítulo doze do livro de Levíticos. Segundo o costume, o primeiro filho homem de cada família era dedicado inteiramente a Deus, eles chamavam isso de consagração. Como parte da cerimônia, no oitavo dia ele era circuncidado para marcar que pertencia ao povo de Deus. Eles tinham o hábito de oferecer animais como sacrifício para Deus, era uma morte representando pagamento por pecado ou marcando a ocorrência de um fato, como o pós-parto para a mulher. Era nesse segundo sentido que ele era oferecido na apresentação da criança no Templo. A Lei judaica ordenava que deveriam entregar para o sacrifício um cordeiro de um ano e uma rolinha ou um pombinho. Quando, porém, a família era pobre, a exigência era abrandada, podendo ser substituído o cordeiro por dois pombos ou duas rolinhas.

O que me saltou aos olhos na leitura deste texto de Lucas foi que a família de Jesus entregou dois pombinhos (Lc 2:24) como oferta. O verdadeiro filho do Dono do mundo veio até nós em uma família pobre. Isso, depois me lembrei, já era por nós conhecido pela nossa tradição cultural contar que Jesus era filho de um carpinteiro, ou seja, alguém que não detinha grandes posses. Fiquei pensando em qual seria o motivo para que o Salvador do mundo não fosse filho de um rei poderoso da época, mas sim de um simples carpinteiro.

O motivo, creio eu, é que Deus, com toda sua plenitude, aproveitaria do fato para mostrar que o controle de tudo estava em suas mãos e Jesus não precisava de nada que o mundo por si só poderia oferece a ele. É fácil perceber isso quando lemos no mesmo capítulo de Lucas que o Jesus crescia e fortalecia, inclusive em conhecimento.
Sou de origem muito humilde e minha mãe já passou por muita necessidade, inclusive do que comer. Nunca faltou, mas nem por isso foi sempre farto em nossa mesa. Mesmo já tendo passado por este tipo de situação, sabendo por experiência que de Deus vem o alimento diário, já caí no medo de pensar que por conta de dificuldade com dinheiro nosso deixaríamos de ter comida em casa. Até nesse sentido Deus providenciou solução, dando entendimento à minha família para confiar sempre e ser grata todos os dias.


A pergunta para pensarmos esta semana é: em qual riqueza temos confiado para nos fornecer o crescimento de que necessitamos em nossa vida? Necessitamos só de alimento físico ou também espiritual?
avatar
Rafa

Mensagens : 131
Data de inscrição : 21/01/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum